Dificilmente a criança relata os seus sentimentos e emoções da forma como fazem os adultos, e frequentemente, precisam de outras formas para expressá-las que não seja verbalmente, e por isso, brincar é essencial para o desenvolvimento delas. É através da brincadeira que a criança tem a oportunidade de desenvolver habilidades iniciais básicas, de desenvolver sua capacidade emocional, social, intelectual e física, podendo conhecer as cores, os cheiros, texturas, temperaturas, diferentes barulhos, e assim, ela vai construindo e desconstruindo a sua ideia de mundo, de forma lúdica e única.

Definir os horários para que as atividades necessárias sejam realizadas é muito importante. Mas, a criança também precisa de momentos livres, pois ter tempo para brincar, imaginar, criar e enxergar o mundo à sua maneira, faz parte de um desenvolvimento saudável. E estimular a imaginação e o pensamento criativo de uma criança, retirando-a de sua zona de conforto, certamente influenciará em seu desenvolvimento, possibilitando que ela se torne um adulto com maior senso criativo na resolução de problemas e possivelmente mais seguro para tomar decisões e para conseguir um bom emprego.

Sem querer, alguns adultos vão minando a criatividade da criança ao censurar seus comportamentos e criticá-la em excesso, o que poderá provocar insegurança, baixa autoestima ou até mesmo medo de se expor. Portanto, mesmo com a melhor das intenções, as críticas devem ser dirigidas ao comportamento e nunca à criança. E o mais importante, os acertos devem ser percebidos e elogiados sempre, para que a criança se sinta segura para continuar demonstrando o seu lado criativo, sem medo de errar, além de perceber que as suas ações são importantes e observadas.

Uma excelente forma de estímulo é a participação ativa dos pais nas brincadeiras. Vale ressaltar que o brincar vai muito além de um mero entretenimento infantil, pois como dito, é fundamental para o desenvolvimento e aprendizado da criança. Então, reserve um tempo livre para passar diariamente com o seu pequeno e quanto mais variadas forem as brincadeiras, melhor! Jogos e brincadeiras tradicionais já poderão ser um bom começo. Desenhar, colorir, dançar, criar com caixas de papelão, cabanas com lençóis, bonecos, massinhas e por aí vai…. Deixem a criatividade e imaginação fluir!